Pergolado em casa: o que você precisa antes de comprar o seu?

Encontrar a casa ideal junto à imobiliária é o sonho de boa parte das pessoas. Mas, depois de finalizar essa etapa, outras questões surgem, como a decoração dos ambientes, compra de eletrodomésticos, organização, etc. Quando falamos em áreas externas, os pergolados são cada vez mais requisitados. Afinal, deixam o espaço mais bonito e charmoso, além de criar mais um ambiente para convívio e relaxamento.

 

No entanto, muitas pessoas não conhecem a fundo essa peça e acabam cometendo erros na hora da compra. Justamente por isso, é importante contar com a ajuda de profissionais especializados para orientar da melhor forma. Além disso, pensando em te ajudar, preparamos o post de hoje com informações importantes sobre pergolado em casa e assim facilitar sua escolha. Vamos lá?

 

O que é o pergolado?

 

De origem italiana, o pergolado era utilizado como suporte para o cultivo de parreiras. Atualmente, é muito utilizado em projetos de paisagismo, especialmente em jardins e quintais para tornar a área externa mais bonita e aconchegante. Geralmente, ele é feito em madeira, mas também pode ser construído com outros materiais, servindo para suporte de plantas e ainda como um espaço de descanso e lazer.

 

Estrutura dos pergolados

 

Sua estrutura é apoiada em pilares, podendo ser feita em diferentes tipos de materiais, de acordo com o gosto pessoal do morador e estilo da propriedade. Sendo assim, o pergolado é composto de quatro elementos estruturais básicos: apoios, pilares, vigas e caibros.

 

Materiais

 

O pergolado de madeira é o mais comum e fácil de combinar com boa parte dos móveis e estilos de decoração. No entanto, é importante realizar manutenção periódica, além de deixar um tempo para secar da forma adequada para evitar a deformação ao longo do tempo.

 

Já o pergolado de alumínio é moderno e resistente às variações do tempo, não exigindo manutenção, além de poder ser montado e transportado com facilidade, devido à sua leveza. O material confere modernidade, além de permitir criar formas diferenciadas.

 

O pergolado de concreto, por outro lado, é mais difícil de encontrar, visto que sua estrutura promove um peso excessivo. Ele faz parte da estrutura da casa e pode ser combinado com madeira e vidro. Além de extremamente resistente, pode ser pintado de qualquer cor.

 

Por fim, o pergolado de bambu é mais sustentável e promove sensação de natureza. Sua estrutura é fácil de montar e o preço é mais acessível.

 

Onde construir seu pergolado?

 

Além de decorar o jardim, o pergolado, como falamos, é uma estrutura bastante funcional. Afinal, pode ajudar a estender áreas cobertas, formar varandas, cobrir garagens, ser um espaço gourmet, fazer parte da piscina, proteger a área contra chuva e sol excessivo, espaço de descanso, etc.

 

No entanto, para isso é importante que ele tenha uma cobertura. Ela pode ser de lona, palha ou vidro. A primeira é um pouco mais cara, mas possui diversas vantagens, como bloquear os raios UVA de 90% a 100%, fácil de limpar e muito resistente. Já a palha é uma cobertura mais rústica e não dura muito tempo. No entanto, o investimento é bem mais baixo e você mesmo pode realizar a instalação. Por fim, o vidro também é excelente, mas é importante realizar limpeza periódica e respeitar o caimento mínimo de 5% para que a água da chuva não forme poças.

 

Plantas para usar no pergolado

 

As plantas, principalmente as trepadeiras, são as melhores alternativas para decorar seu pergolado de forma simples e econômica, mas sem deixar a beleza e o charme de lado. Independente se decidiu por um pergolado mais rústico ou moderno, saiba que as plantas, tanto em vasos, quanto enroladas nas estruturas são incríveis. Confira abaixo as mais indicadas:

 

  • Jasmin de Madagascar: Ramificada e com folhas mais espessas e brilhantes, ela gosta de claridade, mas não de sol direto, exigindo um tutoramento inicial. Além disso, não tolera geada ou muito frio.
  • Ipomeia: Boa para escalar grades, treliças, cercas e pergolados, ela cresce rápido, mas de maneira rústica, especialmente entre a primavera e o outono. Ainda que seja delicada no primeiro ano, com o tempo se torna resistente.
  • Amor-agarradinho: gosta do sol direto e é excelente para lugares que precisam de boa sombra, visto que a folhagem cobre toda a estrutura. Além disso, cria uma atmosfera romântica, com floração intensa no verão e primavera.
  • Alamanda: Consegue escalar pergolados e muros, mas precisa ser tutorada no início. Ela floresce durante todo o ano e cresce rápido em regiões quentes. Precisa de sol direto e regas regulares, mas é tóxica, devendo ficar longe de crianças e animais.
  • Tumbérgia: Exige poucos cuidados e suporta sol pleno ou meia sombra, com flores que dão durante todo o ano, especialmente na primavera e verão.

 

Então, agora que você conhece melhor sobre o pergolado, já pode encomendar o seu. Lembre-se de contar com a ajuda de profissionais especializados para que tenha a melhor experiência em seu novo lar.

Estamos no Google News
Melina Lemos

Melina Lemos

Melina Lemos, paulista com a formação em Design de Interiores conseguiu aliar a beleza, a arte e a praticidade na elaboração dos projetos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.